PRÉMIO NOVOS ARTISTAS FUNDAÇÃO EDP 2017

2017
Claire de Santa Coloma

Júri:

Pedro Gadanho (presidente)
Eduardo Batarda
Penelope Curtis
Bill Fontana
João Mourão

 

Finalistas: 

Ana Cardoso
Bernardo Correia
João Gabriel
Ana Guedes
Igor Jesus

Os portugueses Ana Cardoso, Bernardo Correia, João Gabriel, Ana Guedes, Igor Jesus e a argentina Claire de Santa Coloma são os finalistas ao Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2017.

A escolha dos seis finalistas desta 12ª edição, num total de mais de 600 candidaturas, foi feita por uma equipa curatorial de seleção constituída por Ana Anacleto – curadora e coordenadora curatorial no MAAT -, Filipa Oliveira – diretora artística do Fórum Eugénio de Almeida - e João Silvério – curador da coleção da arte contemporânea da FLAD.

Os artistas selecionados terão os seus trabalhos expostos numa mostra coletiva que estará patente no MAAT até 9 de outubro. No decorrer desta exibição, o júri nomeou a artista Claire de Santa Coloma como vencedora, a quem será atribuído um prémio de 20 mil euros.

Biografia

Fotografia: Paulo Alexandrino

33 anos, nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 1983, vive e trabalha em Lisboa.

Estudou escultura de talha directa nos Ateliers Beaux Arts de la ville de Paris. Simultaneamente, obteve o mestrado de investigação em Artes Plásticas na Universidade La Sorbonne, Paris. Entre 2007 e 2009 foi artista residente na Casa de Velázquez em Madrid. Entre 2009-2010 frequentou o programa de Estudos Independentes da MAUMAUS, em Lisboa, com o qual participou na 29ª Bienal de São Paulo. Em 2010, participou na residência La Belle Alliance (Metropole), no Goethe Institute de Lisboa. Em 2017 é convidada para integrar o programa de Lisboa Capital de Cultura Iberoamericana com uma residência nos ateliers dos Coruchéus e um projeto a apresentar na galeria Quadrum. 

Expõe regularmente desde 2008. Entre as suas exposições individuais destacam-se:Guía Prático para Fazer uma Escultura Básica de Madeira, na Galeria 3+1 Arte Contemporânea (Lisboa, 2014); A ordem complexa, na Galeria Progetti (Rio de Janeiro, 2012); A escassez nos salvará da catástrofe, na Galeria 3+1 Arte Contemporânea (Lisboa 2011) e A Experiência da Medida, no Carpe Diem Art & Research (Lisboa, 2010). Entre as suas exposições colectivas destacam-se: Excusa Argumental, no Museo de Arte Contemporáneo Gaz Natural Fenosa (A Coruña); Bienal de Arte de Buenos Aires (Buenos Aires 2013); Geografía Portátil, no MUMU (Córdoba, Argentina, 2013).