Revista Electra 8

Editora

Fundação EDP

Ano

2020

Preço

Sinopse

“Hoje, a memória e o esquecimento ganharam os sons e os silêncios que fazem a voz do nosso tempo.” diz o editorial do número oito da Electra anunciando o tema do dossier desta edição: Memória e Esquecimento.
Estes, tornaram-se actualmente um tema de discussão pública, com um grande poder de interpelação política, cultural e social. Nesta secção, é entrevistado o historiador François Hartog, que desenvolve uma importante reflexão sobre questões fundamentais da historiografia e sobre as modalidades da experiência do tempo que definem cada época; Bernd Stiegler, teórico e historiador dos media, aborda a fotografia como um bem cultural e sublinha a importância da preservação do património fotográfico; o historiador Enzo Traverso descreve uma transição que marca o final do século XX: a substituição das utopias pelo culto da memória; a professora e investigadora Carla Ganito analisa a complexa dialéctica entre memória e esquecimento na era digital; Maria Filomena Molder pensa a questão da força da memória e dos instrumentos mnemotécnicos. Estes textos são ilustrados por imagens de Gerhard Richter, uma referência da arte contemporânea, sendo também sua a imagem da capa.

Nesta edição é apresentado um portfolio do artista libanês-americano Walid Raad, autor de uma obra densa de significados antropológicos, filosóficos, sociais, estéticos e psicológicos, na qual a guerra está muito presente, com as suas causas e consequências; é publicado um diário do prestigiado escritor, ensaísta e professor brasileiro Silviano Santiago, onde são registados momentos do seu quotidiano cruzados com a tensa vida política e cultural do Brasil; e o escritor marroquino Abdellah Taïa é entrevistado por António Guerreiro.

“Furo” é uma nova secção da Electra destinada a revelar criações originais inéditas de autores. Nesta edição, a fotógrafa, pintora e realizadora indiana Sarah Singh apresenta, com palavra e imagens, o seu próximo filme. Na secção “Registo”, e na comemoração dos 150 anos da publicação do último volume de Guerra e Paz, o professor de estudos russos Dan Unguarianu, fala deste grande romance universal e do seu autor Tolstoi. E a partir dos livros escritos por Winston Churchill, e também dos livros que muitos escreveram sobre ele, o diplomata e historiador Bernardo Futscher Pereira faz um outro retrato do grande vencedor da Segunda Guerra Mundial para a secção “Figura”.

Na oitava edição de Electra, a escritora, fundadora e editora da revista Art Press, Catherine Millet comenta provocatoriamente uma citação de Louis Aragon; a cidade de Havana é revisitada pelo escritor e jornalista cubano Carlos Manuel Álvarez e pelos fotogramas da cineasta Agnès Varda; o especialista em estudos religiosos Jörg Rüpke aborda a relação entre cidade e religião; o poeta e jornalista Francisco Alba e o advogado e criminalista Rui Patrício discutem quando é que a opinião é crime; e Cristina Fernandes faz uma leitura do último filme de Pedro Costa, Vitalina Varela.