O MAAT

O MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia – é a nova proposta cultural para a cidade de Lisboa. Um museu que cruza três áreas num espaço de debate, de descoberta, de pensamento crítico e de diálogo internacional. Um projeto inovador que coloca em comunicação um novo edifício, desenhado pelo atelier de arquitetura Amanda Levete Architects, e a Central Tejo, um dos exemplos nacionais de arquitetura industrial da primeira metade do século XX, e um dos polos museológicos mais visitados do país.

O MAAT traduz a ambição de apresentar exposições nacionais e internacionais com o contributo de artistas, arquitetos e pensadores contemporâneos. Refletindo sobre grandes temas e tendências atuais, a programação apresenta ainda diversos olhares curatoriais sobre a Coleção de Arte da Fundação EDP.

A programação do MAAT começou a 30 de junho de 2016 com a apresentação de quatro exposições em salas renovadas do edifício da Central Tejo. A 5 de outubro do mesmo ano, o novo edifício foi inaugurado com uma obra de grandes dimensões criada pela artista francesa Dominique Gonzalez-Foerster especificamente para este espaço.

Com o MAAT, a Fundação EDP oferece um novo impulso cultural e paisagístico à cidade de Lisboa. A diversidade de programas e de espaços tornam-no um importante ponto no roteiro cultural da cidade. Uma proposta pensada para todos os públicos, para todas as idades, com um programa educativo de atividades interdisciplinares sobre arte, arquitetura e tecnologia – propostas que pretendem fomentar o pensamento criativo e novas formas de apropriação e de construção do conhecimento.

A partir das exposições patentes, o MAAT oferece aos visitantes programas que vão ao encontro das suas expetativas criativas, de conhecimento e de lazer.

Em todos os lados da luz

Colocado em todos os lados da luz é um documentário realizado por Abílio Leitão.