Fundação EDP doa um milhão de euros em computadores para escolas

A Fundação EDP vai apoiar a capacitação digital do ensino nacional, através da doação de um milhão de euros em computadores a escolas públicas. O conjunto de escolas e respectivos alunos que vão receber estes equipamentos foram identificados em conjunto com o Ministério da Educação e fazem parte do Programa TEIP – Territórios Educativos de Intervenção Prioritária, estando localizadas em territórios económica e socialmente desfavorecidos, marcados pela pobreza e exclusão social.

Esta verba irá permitir adquirir cerca de 3000 computadores com os quais se pretende apoiar o ensino de alunos em situação de vulnerabilidade económica e social, do 1º ao 3º ciclo.  

Os primeiros computadores serão entregues nos próximos dias na Escola nº1 de Beja, de forma a apoiar o ensino à distância, provocado pelo agravar da pandemia de Covid-19, e vão estar disponíveis para a utilização dos estudantes durante o seu percurso letivo. Os restantes computadores vão ser distribuídos às escolas identificadas consoante a disponibilidade dos fornecedores.

“A Fundação EDP tem no seu ADN o investimento social em áreas prioritárias da sociedade portuguesa. Perante o regresso do ensino à distância dos nossos jovens, queremos contribuir para a inclusão digital de alunos em situação vulnerável, ajudando assim a criar condições mais favoráveis ao sucesso escolar”, refere Vera Pinto Pereira, presidente da Fundação EDP.

Esta doação de computadores é feita no âmbito do Programa EDP Solidária, uma das principais linhas privadas de investimento social em Portugal. O Programa EDP Solidária foi criado em 2004 com o objetivo de apoiar projetos que melhoram a qualidade de vida de pessoas socialmente desfavorecidas e de promover a integração de comunidades em risco de exclusão social. Desde então, já apoiou a implementação ou manutenção de mais de 400 iniciativas nos setores da Inclusão Social e da Saúde, num investimento superior a 15 milhões de euros.

Em 2020, o Programa EDP Solidária canalizou 500 mil euros para a aquisição de materiais de proteção individual – máscaras, luvas, óculos e batas descartáveis –, que beneficiaram cerca de 26 mil utentes e funcionários de 300 lares de idosos em 16 distritos do país.

10 Fev 2021