Form and Light

Form and Light é uma exposição de fotografia, da autoria de Yigal Gawze, que documenta o impacto da arquitetura Bauhaus em Tel Aviv, em Israel, cidade que reúne um dos maiores espólios da arquitetura Bauhaus em todo o mundo – 4.000 edifícios.

Tendo como foco os fragmentos dos edifícios construídos nos anos 30 do século XX, as fotografias examinam a adaptação da cidade à influência Bauhaus exercida por arquitetos que trabalharam em Tel Aviv nos anos 1930. A Tel Aviv dos anos de 1930 e 1940 foi uma espécie de laboratório onde os arquitetos, formados em vários países europeus, criavam nas margens do Mediterrâneo um “modernismo modificado”. A maioria das estruturas de Estilo Internacional em Tel Aviv são edifícios residenciais modestos, construídos para albergarem as vagas de imigrantes oriundos da Europa durante esses anos.

A importância das várias tendências do movimento Modernista na arquitetura e no urbanismo da cidade foi um dos factores considerados pela UNESCO na atribuição do título de Património Mundial da Humanidade a Tel Aviv – a White City - em 2003.

As perspetivas nítidas e composições dinâmicas que são inerentes a este trabalho, ecoam, à sua maneira, a fotografia de vanguarda dos anos 30. O uso da cor, acentuada pela luz local, ressalta os atributos da arquitetura modernista e da cidade que ela formou.

Form and Light está patente na Sala dos Geradores da Central Tejo, entre 12 de julho e 2 de setembro de 2019. A exposição é uma parceria entre a Embaixada de Israel em Portugal e a Fundação EDP por ocasião dos 100 anos da Bauhaus.

As 30 fotografias, que pertencem ao livro fragments of a style de Yigal Gawze, convivem no espaço da exposição com quatro vídeos sobre a vida na cidade de Tel Aviv e a Bauhaus. Vários suportes documentais (impressos e audiovisuais) convidam o visitante a explorar os 14 anos da escola Bauhaus, fundada em 1919, bem como o seu legado em todo o mundo.

Yigal Gawze

Yigal Gawze é um fotógrafo, artista e um explorador da Bauhaus em Tel Aviv, onde nasceu.

Estudou arquitetura na Escola de Arquitetura da Universidade de Toronto, e após ter exercido a profissão durante alguns anos em Israel, prosseguiu os seus estudos na École nationale supérieure des Arts Décoratifs em Paris.

Como jornalista freelancer baseado em Paris durante os anos 1990, Gawze colaborou com revistas europeias e israelitas nas áreas do design, arquitetura e estilo de vida. Durante esse período, começou a explorar a arquitetura Modernista dos anos 1930 de Tel Aviv - um projeto que acabaria por evoluir para o ensaio fotográfico Fragmentos de um estilo que resultou numa exposição e na publicação do livro Form and light | from bauhaus to tel aviv (Hirmer, 2018).

Na sua arte, Yigal Gawze explora quer o espaço público da paisagem urbana, quer o privado, aquele que faz parte do seu ambiente mais próximo. Em ambos, o artista foca o fragmento como meio de revelação da essência do todo.

10 Jul 2019