Exposição "Secrets to Tell" no Power Plant em Toronto

Depois de participar na 10ª edição da Bienal de Berlim, a artista Grada Kilomba viaja agora até ao Canadá naquela que é a sua primeira exposição na América do Norte.

A artista apresenta na The Power Plant - Contemporary Art Gallery, em Toronto, a exposição Secrets To Tell, que esteve patente no MAAT entre outubro de 2017 e fevereiro de 2018. "Esta pareceu-me a instituição mais adequada para levar esta exposição e propor uma parceria, tendo em conta a sua linha curatorial e a forma como tem apostado numa série de temáticas que se relacionam ou encontram eco no trabalho de Grada Kilomba", salienta Inês Grosso, curadora da exposição em Lisboa e que assina também a curadoria em Toronto. 

Com um percurso marcado por artísticas experimentais e interdisciplinares pouco convencionais, Kilomba tem vindo a utilizar diferentes meios de expressão, desde a performance e a videoinstalação, até às leituras de palco e palestras, que criam uma interface entre texto e imagem, entre a linguagem artística e a linguagem académica.

Em Secrets to Tell, a artista apresenta também a obra The Desire Projet, uma video-instalação cujo principal elemento visual é a palavra e que indicam a aparição de um sujeito enunciador historicamente silenciado por narrativas coloniais. Adquirida pela Fundação EDP em 2016 na Bienal de São Paulo, esta obra tem suscitado múltiplas leituras e interpretações em cada contexto onde é exibida. Foi primeiramente mostrado no hemisfério sul, Brasil e África do Sul, onde o colonialismo deixou profundas marcas (e feridas) tanto nas estruturas sociais, políticas e económicas quanto nas culturais, seguindo posteriormente para o hemisfério norte, primeiro na Europa (Portugal e Alemanha) e agora na América do Norte (Canadá). 


A exposição estará patente entre 23 de junho e 3 de setembro.

22 Jun 2018