No contexto privilegiado do património histórico e industrial da Central Tejo - a “fábrica” que iluminou a região de Lisboa no início do século XX e que se assume hoje como um museu de ciência e tecnologia - o Serviço Educativo na área da Ciência desenvolve programas, adaptados aos vários públicos, destinados a estimular a curiosidade e a vontade de compreender o mundo que nos rodeia.

As visitas ao património histórico ganham uma nova vida quando são acompanhadas por demonstrações experimentais que convidam o visitante a percorrer o caminho que, de descoberta em descoberta, permitiu a produção industrial de energia elétrica.

Atividades oficinais, apropriadas a grupos familiares ou escolares, permitem desvendar alguns dos mistérios que as tecnologias introduzem nas nossas vidas.Uma variedade de atividades apropriadas para grupos escolares, da primária até à universidade, permitem construir dispositivos, aplicando os fenómenos físicos e estimulando a investigação dos mesmos.

O Serviço Educativo desenvolve programas específicos para o público escolar e que vão ao encontro dos conteúdos curriculares dos vários graus de ensino, desde o pré-escolar ao universitário. Esta relação com as escolas passa também pela realização e dinamização conjunta de projetos científicos que se enquadram no plano curricular e na temática do museu.

Mais de 40 mil alunos e professores participam anualmente em visitas de estudo à Central, fazendo deste museu de ciência um dos mais visitados do país pelo público escolar.