Notícia

Pinhal das Artes 2014 supera número de visitantes das edições anteriores

A chuva que caiu no último dia do Festival Pinhal das Artes não afastou crianças e adultos de um evento que ao longo de seis dias promoveu a criatividade em família e o diálogo entre a arte e a natureza e que é apoiado pela Fundação EDP. De acordo com a SAMP - Sociedade Artística Musical dos Pousos - entidade que organiza este festival - embora ainda não haja dados definitivos, há a certeza que a edição de 2014 superou o número de visitantes dos anos anteriores.

O Festival Pinhal das Artes realizou-se de 1 a 6 de julho, no Pinhal do Rei, em S. Pedro de Moel. O programa contou com mais de 550 espetáculos de teatro, dança e música, a cargo de companhias portuguesas e estrangeiras, e inúmeras atividades lúdicas e pedagógicas: observação de pássaros, passeios de carroça, brinquedos da floresta, construção de instrumentos com materiais reciclados, cantinho de sons e permacultura, entre muitas outras que preencheram seis dias de encantar. 

O evento, dirigido a crianças dos 0 aos 5 anos e suas famílias, contou com a Fundação EDP como mecenas exclusivo, no âmbito da sua estratégia de apoio a projetos que promovem a inclusão social de crianças. Ao Pinhal das Artes, a Fundação EDP levou este ano exemplos da sua atividade de apoio a projetos de inclusão social de crianças pela saúde, como a Operação Nariz Vermelho, a Turma do Bem e a Fundação do Gil.

"A Fundação EDP associa-se com intensidade ao Pinhal das Artes, por acreditar profundamente na capacidade transformadora das artes e do mundo mágico do imaginário, para a vida de cada criança. A SAMP tem uma excelente tradição de levar estímulos emocionais a crianças doentes, e nessa ponte entre a inserção social e a doença, a Fundação EDP constrói um dos seus mais expressivos eixos de atividade. É por isto fácil de entender este apoio e este alinhar de Valores e Vontades entre as duas instituições", afirma Margarida Pinto Correia, diretora de Inovação Social da Fundação EDP.