Notícia

O MAAT e Central com recorde de visitantes em 2016

À icónica Central Tejo juntou-se, em outubro, o novo edifício MAAT projetado pela arquiteta britânica Amanda Levete. Com a ampliação do campus, ampliou-se também o número de visitantes: 

Até 5 de outubro, dia da inauguração do novo edifício, a Central Tejo recebeu 215 mil pessoas. Já o novo MAAT contou com 150 mil, desde essa data até ao final do ano.

Os números do novo MAAT incluem a festa de inauguração, mas só as 22 mil pessoas que entraram nos edifícios nos dias 4 e 5 de outubro e viram a exposição. Porque estiveram 100 mil pessoas no campus da EDP.

As 150 mil pessoas que entraram no novo MAAT não pagaram bilhete, enquanto as que frequentaram a Central Tejo pagaram um bilhete de cinco euros. A partir de agora, passarão a pagar nove euros por um bilhete conjunto. O cartão membro continuará a custar 20€ por ano, permitindo-lhe usufruir de uma série de benefícios que pode consultar aqui

Juntando os dois núcleos, o MAAT teve um crescimento de 47% com a nova ampliação, passando de 241 mil entradas em 2015 para 364 mil em 2016. 

“O edifício, a sua localização e a arquitectura foram determinantes nesta fase. Houve muita curiosidade e é natural que tenhamos tido este número recorde de visitantes”, comenta o Administrador Executivo e Director Geral da Fundação EDP.